Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensora-geral entrega Medalha do Mérito da Instituição ao pastor Paulo Mazoni


Por Ascom em 26 de abril de 2018

A defensora pública-geral, Christiane Neves Procópio Malard, condecorou, em seu gabinete, o pastor Paulo Mazoni é presidente da Igreja Batista Central, com a Medalha do Mérito da Defensoria Pública 2018, grau Medalha de Honra. A entrega aconteceu no dia 26 de abril, no Gabinete da Defensoria-Geral.

Acompanharam a outorga da condecoração, o subdefensor-geral, Wagner Geraldo Ramalho de Lima, a chefe de gabinete da DPMG, Raquel Gomes de Sousa da Costa, os assessores Institucionais, Cibele Cristina Maffia Lopes, Diana de Lima Prata Camargos e Rômulo Luis Veloso de Carvalho; os assessores de Planejamento e Infraestrutura, Maria Valéria Valle da Silveira e Ronivaldo Robson do Nascimento; o coordenador Regional Cível da Capital, Giovani Batista Manzo; a coordenadora Regional de Famílias e Sucessões da Capital interina,  Giza Gaudereto, o chefe do Gabinete Militar, tem cel. Westerson Guimarães Pinto, a superintendente de Gestão, Pessoas e Saúde Ocupacional, Carla Aparecida de Souza Carvalho, entre outros.

a_dsc_1328

A defensora pública-geral, Christiane Malard, o pastor Paulo Mazoni, e o subdefensor-geral, Wagner Ramalho Lima

Na abertura da solenidade, a defensora-geral, Christiane Malard, agradeceu a parceria com o pastor Paulo Mazoni, “que participou de inúmeros eventos promovidos pela Defensoria Pública, como os casamentos comunitários, que na edição do ano passado teve mil casais, e o café com assistidos, na Semana da Defensoria Pública”. Agradeceu o apoio e a dedicação do pastor para com a DPMG durante o seu mandato e fez um rápido balanço de sua gestão.

a_dsc_1347

A defensora-geral, Christiane Malard e o pastor Paulo Mazoni

A defensora-geral lembrou o evangelista Mateus no capítulo 5, versículo 6, quando afirma serem “bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça (…)” ao agradecer o trabalho da equipe da Defensoria-Geral, no enfrentamento de “tribulações, dificuldades e desafios para conseguir vitórias e conquistas para tornar a Defensoria melhor para a nossa população, estruturando a Instituição para fortalecer o cidadão, como as 60 unidades inauguradas e reestruturadas neste período”, ressaltou. “Os resultados são o fruto do trabalho de todos os defensores públicos”, destacou Christiane Malard, frisando que “o esforço não foi em vão, combatemos o bom combate e fomos abençoados”. Em seguida, o subdefensor público-geral, Wagner Geraldo Ramalho Lima, entregou o diploma ao homenageado, a quem parabenizou.

a_dsc_1336

A homenagem contou com a presença de defensores públicos e servidores da DPMG

Paulo Mazoni, que não pôde comparecer na cerimônia de outorga da condecoração, que foi realizada no dia 1º de dezembro de 2017, agradeceu a honraria, frisando que a homenagem se estendia “aos milhares de pastores que trabalham em Minas e em todo o Brasil, em bairros pobres, simples”.

“Percebo que cada pastor, pelo Brasil, “faz um pouco do trabalho que os defensores públicos fazem. Nas escolas, universidades hospitais, o foco do trabalho é o bem-estar da família e da sociedade, revertendo benefícios numa atividade que, por outro ângulo, reforça as iniciativas da Defensoria Pública. Um trabalho que nos aproxima do senso de justiça divina, ação que nos torna parceiros, destacado no bom atendimento prestado pelos defensores públicos à população vulnerável, necessário, estimado e bonito”, destacou.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >