Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensora geral recebe visita da cúpula de segurança do Estado


Por Ascom em 28 de fevereiro de 2014

A defensora pública geral, Andréa Abritta Garzon, recebeu na sede da Defensoria Pública, no dia 25 de fevereiro (terça-feira), a visita do secretário de Estado da Defesa Social, Rômulo de Carvalho Ferraz, do delegado chefe da Polícia Civil, Cylton Brandão da Matta e do diretor de Apoio Operacional da Polícia Militar de Minas Gerais, cel. Alex de Melo.

Participaram também do encontro os defensores públicos Glauco David de Oliveira Sousa, Wiliam Riccaldone Abreu e Hellen Caires, assessores da Defensoria Geral, e o ten. cel. Idzel Fagundes, assessor militar da DPMG e o cel. Ricardo Machado, assessor militar da Seds.

No encontro, os representantes da cúpula da segurança pública do Estado apresentaram o projeto para a criação do Plantão Virtual da Polícia Civil e aproveitaram para pedir o apoio da Defensoria Pública em sua implantação.


reuniao_seguranca_publica 

No alto, DPG Andréa Abritta, defensora pública Hellen Caires, cel. Ricardo Machado, assessor militar da Seds, ten. cel. Idzel Fagundes, assessor militar da DPMG e cel. Alex de Melo, diretor de Apoio Operacional da PMMG. Abaixo, secretário de estado de Defesa Social, Rômulo de Carvalho Ferraz, defensores públicos Wiliam Riccaldone Abreu e Glauco David de Oliveira Sousa, DPG Andréa Abritta e delegado chefe da PCMG, Cylton Brandão da Matta

Aumento da eficiência

A Polícia Civil constatou a ineficiência dos chamados “plantões regionalizados”. O modelo obriga a polícia militar a enfrentar grandes deslocamentos em rodovias, até 600 km, para se dirigirem às delegacias da Policia Civil em funcionamento durante os fins de semana e feriados, com o objetivo de registrar os boletins de ocorrência e entregar as mercadorias apreendidas. Essa prática gera alguns problemas, pois, diante do  deslocamento de policiais, muitas cidades ficam sem o devido policiamento.

O projeto baseia-se, principalmente, no uso de tecnologias para registros de ocorrências e para a comunicação virtual, a partir de programas como o Skype, permitindo o interrogatório à distância dos supostos infratores, vítimas e testemunhas.

Desse modo, é possível o preenchimento do relatório sem a necessidade de presença física do policial militar, bem como a comunicação da ocorrência a defensores públicos, juízes e promotores de Justiça, possibilitando a adoção de providências imediatas mesmo que esses agentes não estejam na comarca onde foi registrado o fato. Quando for essencial a presença dos militares, como em casos de prisão em flagrante, a Polícia Civil disponibilizá um sistema de senhas para monitorar o tempo de espera.

A defensora geral, Andréa Abritta Garzon, manifestou o apoio ao projeto, destacando a agilidade que o sistema virtual proporcionará ao processo e a importância do trabalho em rede com respeito às atribuições de cada órgão e instituição.

Foto William Dias

fotografo william dias

 O assessor institucional, Nikolas Stefany Katopodis, participou da apresentação do projeto para a implantação do Plantão Virtual da Polícia Civil, para os membros da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Fonte: Ascom/DPMG (28/02/2014)


Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >