Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensora pública fala sobre via extrajudicial adotada pela DPMG para demandas de paternidade


Por Ascom em 5 de fevereiro de 2020

A defensora pública Ana Lúcia Gouvea Leite, em atuação em Juiz de Fora, concedeu entrevista à TV Integração para falar sobre a oferta, agora contínua, de exames de DNA para comprovação de paternidade.

Além do mutirão de reconhecimento de paternidade “Direito a Ter Pai”, realizado anualmente pela Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG), a Instituição firmou parceria com um laboratório especializado para realização de exames de DNA de forma contínua em Belo Horizonte e nas comarcas em que a Instituição está instalada.

A intenção é que a maioria das demandas relacionadas à paternidade (investigação ou negatória) recebidas pela Instituição seja solucionada, preferencialmente, pela via extrajudicial.

A iniciativa é um desdobramento de uma das ações do Projeto Estratégico da DPMG.

Durante a entrevista, Ana Lúcia Gouvea explica o que é necessário para fazer o cadastramento para solicitar o exame.

A defensora pública destaca que a nova forma adotada pela Defensoria Pública mineira “proporciona diariamente a busca da solução da comprovação da paternidade, sem demanda judicial, de forma bem mais rápida e sem onerar a Justiça com mais processos”.

Clique aqui para ver a entrevista.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >