Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensora pública participa de mesa de diálogo sobre direitos coletivos em Brasília


Por Ascom em 27 de novembro de 2018

Na terça-feira (20/11), a Defensoria Pública de Minas Gerais, representada pela defensora pública Ana Cláudia da Silva Alexandre Storch, em atuação na Defensoria de Direitos Humanos, Coletivos e Socioambientais (DPDH), participou de mesa de diálogo com lideranças de comunidades quilombolas, indígenas e tradicionais sobre direitos coletivos, realizado no Ministério Público Federal (MPF), em Brasília.

O encontro, promovido pela Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do MPF (6CCR), também reuniu procuradores da República, especialistas e representantes de órgãos como a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

A mesa de diálogo, que integra a ação coordenada #NovembroQuilombola e homenageou o Dia da Consciência Negra, abordou questões como a diversidade étnica brasileira e a importância de preservar a identidade nacional e fortalecer os direitos dos povos remanescentes de quilombos.

A iniciativa integrou a agenda da ação lançada pela 6ª Câmara no início do mês, com foco na defesa da demarcação de terras quilombolas.

Antropólogos, especialistas, estudiosos e vários representantes de comunidades tradicionais participaram também do encontro.

Representantes e autoridades envolvidas na mesa de diálogo

Fonte: Ascom/DPMG, com informações do Ministério Público Federal (MPF) (27/11/2018)



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >