Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Especializada de Infância e Juventude – Cível realiza parceria com estudantes para gerenciamento de processos


Por Ascom em 23 de maio de 2018

A Defensoria Especializada de Infância e Juventude – Cível firmou parceria para realização do projeto ‘‘Gerenciamento de Processos’’, desenvolvido pela PJ Consultoria e Assessoria, empresa júnior de Engenharia de Produção e Mecânica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Os estudantes Carolina Monteiro de Lima Borges, Rodrigo Couto Leite Mendes e André Francescato Daniel, graduandos de Engenharia de Produção da UFMG, são os elaboradores do serviço.

Os alunos realizaram um trabalho de Gerenciamento de Processos na Especializada, ou seja, uma checagem dos problemas envolvendo demandas de gestão e gerenciais para, a partir desses dados, traçar soluções para as questões detectadas junto aos defensores públicos, estagiários e funcionários administrativos.

O projeto teve a duração de aproximadamente sete semanas, com visitas à Defensoria Especializada de Infância e Juventude – Cível localizada na Vara da Infância e Juventude de Belo Horizonte, onde foram realizadas entrevistas. Nesse contexto, foi promovido um ‘‘workshop de ideação’’, um plano colaborativo realizado na Sala Verde, na sede I da Defensoria na Capital, com participação dos defensores, estagiários e funcionários.

fdsc_0283

Reunião realizada no dia 16 de março para apresentação do projeto

A estudante Carolina Monteiro de Lima Borges explica que “foram apresentados os problemas relatados e houve uma conversa coletiva, com o objetivo de propor soluções junto aos próprios envolvidos no processo. Foi uma oportunidade de interação’’.  

Dessa forma, houve um levantamento buscando soluções imediatas para serem executadas ao longo do desenvolvimento do projeto.

No dia 18 de maio, os alunos apresentaram as soluções finais, isto é, novos documentos e ferramentas para serem implementadas no processo pós-projeto. ‘‘O planejamento é executar algumas visitas de implementação e acompanhamento nos próximos meses, no intuito de verificar se as ferramentas propostas estão sendo executadas e quais problemas surgiram, para poder cercar as novas situações que possam aparecer e certificar se as propostas são realmente funcionais e úteis para a Defensoria Pública’’, destaca Rodrigo Couto.

 ‘‘A iniciativa é um dos primeiros projetos na área pública, pois o nosso conhecimento era mais focado na área empresarial. A oportunidade foi muito rica para nós, alunos, entendermos os processos do sistema público e o funcionamento da Defensoria’’, ressalta André Francescato.

Segundo os defensores públicos em atuação na Defensoria Especializada de Infância e Juventude – Cível, o trabalho realizado foi muito satisfatório.

‘‘O projeto auxiliou na otimização dos procedimentos da Infância e na comunicação entre os diversos atores, contribuindo para a melhor qualidade do serviço prestado ao assistido’’, destacou a defensora pública Adriane da Silveira Seixas.

A equipe de estudantes está aberta a novos projetos na Instituição, para replicar a ação em outros setores da Defensoria Pública.

f_sc_3828

Defensoras públicas da Infância e Juventude, Adriane Seixas, Thaisa Braga e Daniele Bellettato; estudantes desenvolvedores do projeto, André Francescato, Carolina Monteiro e Rodrigo Couto; estagiárias, servidores administrativos e trabalhador mirim da Especializada



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >