Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública é inaugurada em Januária


Por Ascom em 14 de março de 2016

Em sequência às inaugurações que iniciaram o processo de expansão da Defensoria Pública no Norte de Minas, foi inaugurada, no dia 08 de março, a nova sede da Defensoria Pública em Januária. Com a instalação da unidade, moradores de Januária, Bonito de Minas, Cônego Marinho, Itacarambi, Pedras de Maria da Cruz, distritos de Cruz dos Araújos, Levinópolis, Olhos D’água do Bom Jesus, Pandeiros, Riacho da Cruz, São Joaquim, São Pedro das Tabocas, Tijuco e Várzea Bonita, serão beneficiados pelos serviços da DPMG.

a_DSC_4091

A unidade contará com a atuação dos defensores públicos, Leonardo Monteiro do Amaral e Breno Tadeu de Melo Silveira, e prestará atendimento nas áreas de Famílias e Sucessões, Criminal, Execução Penal, JESP Criminal e Ato Infracional

A inauguração contou com a presença de defensores públicos de outras comarcas, de autoridades do Legislativo, Executivo e Judiciário, representantes eclesiásticos, representantes das Polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros, entidades públicas e privadas.

a_DSC_3988

A cantora Risalva Cordeiro e o violonista Gerson Corrêa, apresentaram o Hino Nacional na abertura da solenidade. Ao final, realizaram uma homenagem ao Rio São Francisco

aDSC_4068

Defensora pública-geral, Christiane Malard

No discurso de inauguração, a defensora pública-geral, Christiane Neves Procópio Malard, enfatizou a necessidade de uma gestão eficiente, com o estabelecimento de metas e resultados, planejamento e, sobretudo, coragem. “Com prudência, compromisso e visão do futuro, vamos esticando e espalhando a Casa da Cidadania para o norte de Minas, garantindo o acesso à Justiça e educação em direitos para o cidadão carente”, completou.

Em seguida, agradeceu o apoio do governo de Minas, por meio da garantia de recursos que permitiram o início do processo de ampliação de unidades para o interior do Estado, aos parceiros e, por fim, aos defensores públicos que tornaram possível a realização deste sonho. “Parafraseando William Shakespeare, se for pecado ambicionar igualdade de defesa, de oportunidade, paridade de armas, direito a ter voz para os hipossuficientes de nosso Estado, nós, defensores públicos, seremos as almas mais pecadoras que já existiram…”, exclamou.

a_DSC_3998

Descerramento da placa inaugurativa pela defensora-geral, Christiane Malard; pela coordenadora da Regional Norte, Maurina Fonseca Mota de Matos; pelos defensores públicos Leonardo Monteiro do Amaral (coordenador) e Breno Tadeu de Melo Silveira; e pelo presidente da Adep-MG, Eduardo Cyrino Generoso

a_DSC_4015

Após o descerramento da placa inaugurativa, foi feita a benção do local pelo pastor Luiz Carlos e pelo bispo de Januária, dom José Moreira da Silva. Em suas preces, os religiosos falaram sobre o sacerdócio do defensor público de promover a Justiça na Terra

a_DSC_4010O coordenador local, Leonardo Monteiro do Amaral, fez uma reflexão sobre o dia 08 de março, data em que se comemorou o dia internacional das Mulheres. “A história projeta o futuro. A exemplo disso, que hoje temos uma mulher à frente de nossa instituição, mulher não só no gênero, mas também na determinação”, pontuou.

Em seguida, Leonardo Amaral falou sobre a expansão da DPMG. “Com muita coragem e respeito, a Defensoria Pública está levando a igualdade e a cidadania para onde está os assistidos mais carentes desta Minas Gerais tão grande.”, salientou.

Agradeceu, ainda, o trabalho dos servidores da Casa, responsáveis pelo acolhimento do assistido e salientou a competência e seriedade do companheiro de comarca, defensor público Breno Silveira.

a_DSC_4027

Coordenador local Leonardo Amaral

A coordenadora da regional Norte, Maurina Matos, salientou a importância da solenidade para o Norte de Minas, “símbolo de uma conquista, após anos de luta. A Defensoria Geral lançou, com muita sensibilidade, os olhos para nossa região, principalmente para a comarca de Januária, terra de um povo trabalhador, acolhedor, mas muito sofrido”.

Maurina Matos lembrou que a regional é composta por 22 comarcas, e a Defensoria Pública só estava presente em três: Montes Claros, Janaúba e Pirapora. Além de Januária, foram inauguradas, também, unidades em Francisco Sá e São João da Ponte. “Já foi dado o pontapé inicial. Esperamos que, com a parceria das demais instituições, em breve, possamos inaugurar mais unidades em nossa região”, finalizou.

a_DSC_4034

Coordenadora Maurina Matos

a_DSC_4041

O presidente da Adep-MG, Eduardo Cyrino Generoso, parabenizou a Defensoria-Geral pela inauguração de mais uma unidade da Defensoria Pública no Norte mineiro. “Tenho certeza que os defensores públicos Leonardo Amaral e Breno Silveira desempenharão com muito mister as atribuições de defensor público, que é levar justiça e cidadania à população menos favorecida

a_DSC_4048

Representando o prefeito municipal, Manoel Jorge de Castro, o procurador-geral de Januária, Magno Luiz Magalhães, agradeceu à instituição pela iniciativa de expandir a Defensoria Pública, dos grandes centros para as comarcas menores, com alto índice de população carente. “Certamente os defensores públicos prestarão relevantes serviços em nosso município, e que seguramente serão reconhecidos pela nossa população”, finalizou

a_DSC_4077

A defensora-geral, Christiane Malard, acompanhada da coordenadora da regional Norte, Maurina Fonseca Mota de Matos; do coordenador local em Januária, Leonardo Monteiro do Amaral; do assessor institucional, Gério Patrocínio Soares; do presidente da Adep-MG, Eduardo Cyrino Generoso; do coordenador da DPMG em Montes Claros, Cláudio Pimenta e do defensor público Breno Silveira

DSC_3974_fachada januaria

Fachada da sede em Januária

Clique aqui para ver mais fotos.

Rádio Alternativa – Clique aqui para ver.

 



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >