Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública e parceiros promovem primeiro Casamento Comunitário Homoafetivo de Sete Lagoas


Por Ascom em 29 de maio de 2018

No sábado (26/05), a Defensoria Pública promoveu o primeiro Casamento Comunitário Homoafetivo de Sete Lagoas. A atividade integrou as comemorações do Dia Nacional da Defensoria Pública, celebrado em 19 de maio.

A ação, além de concretizar direitos dos casais homoafetivos, que passam a ter mais garantias, principalmente no que toca ao direito à herança, previdenciário, alimentos, partilha de bens, concretiza também um sonho destes casais, uma vez que o casamento é um rito de passagem com efeitos psicológicos relevantes para os nubentes, para seus familiares e para a sociedade.

O defensor público Gilson Santos Maciel, que esteve à frente da iniciativa, destacou o momento histórico “para a concretização dos direitos humanos e civis para a comunidade LGBT”. O defensor expressou satisfação em, “juntamente com os parceiros da ação, proporcionar uma transformação social na vida dos casais, assegurando a realização de um sonho, como quaisquer outros cidadãos pois, somos todos iguais”.

Também presente no evento, o prefeito de Sete Lagoas, Leone Maciel, salientou que o município está sendo exemplo para Minas Gerais e para o Brasil, na luta pela igualdade de direitos. “Deus é amor e não faz distinção entre as pessoas. Infelizmente, temos ainda uma parte da sociedade que discrimina, mas estamos evoluindo. Que possamos, em breve, só celebrar a conquista de direitos, sem precisar discutir a discriminação de cidadãos brasileiros”, afirmou o prefeito.

Crédito fotos: Giovani Cruz

a_casais-e-certidoes

Seis casais formalizaram sua união no Casamento Comunitário Homoafetivo, promovido pela DPMG, em parceria com o Movimento LGBT e o Cartório de Registro de Pessoas Naturais de Sete Lagoas

O evento contou também com a presença do secretário adjunto de Cultura e Juventude, Alan Keller; do presidente do Movimento LGBT Sete Lagoas, Fábio Paiva; dos coordenadores do MG Seven Movimento Cultural e de Militância LGBT de Sete Lagoas; da juíza de paz, Maria Stela de Queiroz Barreto Fliter; dos escreventes substitutos Isabela Araújo e Vandeir Antônio da Cunha; do sacerdote candoblecista Alexandre Magno Kissá Dengue; e do evangelizador do Grupo Resgate, Igor Henrique de Souza, representando as Igrejas Cristãs

a_composicao-da-mesa

Compuseram a mesa de honra: representantes do Movimento MG Seven, Fabiano Santana e Aloiz Marinho; presidente do Movimento LGBT Sete Lagoas, Fábio Paiva; defensor público, Gilson Maciel Santos; escrivão substituto, Vandeir Antônio; juíza de paz, Maria Stela de Queiroz; escrevente substituta, Isabela Araújo; prefeito Leone Maciel; e o sacerdote candomblecista, Alexandre Magno Kissá Dengue



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >