Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública firma parceria com o Projeto Banho de Amor


Por Ascom em 2 de fevereiro de 2018

A Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) firmou parceria com o Projeto Banho de Amor, com o objetivo de desenvolver atividades conjuntas voltadas para o atendimento de cidadãos hipossuficientes, em especial, pessoas que vivem em situação de rua.

O termo de cooperação técnica foi assinado na quinta-feira (01/02), pela defensora pública-geral do Estado, Christiane Neves Procópio Malard, e pelo representante da Associação Banho de Amor e idealizador do projeto, Marcos Luís Rocha Calmon de Passos.

a_dsc_1887_assinatura

O Projeto Banho de Amor atende pessoas em situação de rua, oferecendo banho, atendimento médico, roupas, alimentação, qualificação profissional e atendimento psicossocial, entre outros.

A DPMG já tem participado de edições do projeto, por meio da Defensoria Pública Itinerante. Agora, com a formalização da parceria, a Instituição atuará também na divulgação da iniciativa, na arrecadação de donativos para campanhas promovidas pela Associação, além de auxílio no contato e articulação com a rede de instituições e entidades com potencial para viabilizar e aprimorar o desenvolvimento de ações do Projeto Banho de Amor.

A defensora pública-geral, Christiane Neves Procópio Malard, salientou a afinidade de vocações entre a Defensoria Pública e a Associação e destacou que parte da população em situação de rua desconhece a Defensoria Pública. “A parceria com o projeto possibilita que a DPMG tenha maior acesso a esse público e possa efetivamente garantir seu atendimento, seja jurídico, extrajudicial ou em educação em direitos”, afirmou.

Ao falar sobre as atividades realizadas pelo Banho de Amor e relatar características e dificuldades do universo das pessoas em situação de rua, Marcos Luís Rocha Calmon mencionou uma frase dita por uma mulher atendida e que expressa a condição de vulnerabilidade dessa parcela da população. “O que dói não é só a fome e a solidão. O que dói mesmo é o olhar das pessoas”, citou Marcos Calmon.

Marcos Luís Rocha Calmon ressaltou que “mais do que o banho em si, o projeto tem o objetivo de elevar a autoestima das pessoas atendidas, estabelecer dignidade, fazer com que melhorem psicologicamente, se entendam como cidadãos e saiam da rua”.

A coordenadora de Projetos, Convênios e Parcerias, Tífanie Avellar Carvalho, destacou que a Defensoria Pública pode contribuir, também, facilitando a articulação para a identificação civil e obtenção de documentos pessoais, o que é uma das grandes dificuldades das pessoas em situação de rua.

Para o idealizador do Banho de Amor, a parceria com a Defensoria Pública “é um ganho fabuloso pois proporciona apoio jurídico, fazendo com que o projeto fique mais estruturado”.

A assinatura do TCT aconteceu no Gabinete da Defensoria Pública-Geral e contou também com a presença do chefe de Gabinete, Gério Patrocínio Soares; da assessora Institucional, Diana de Lima Prata Camargos; e da assessora Jurídico-Institucional, Raquel Gomes de Sousa da Costa Dias.

a_dsc_1898_mesa



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >