Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública participa da apresentação do Diagnóstico sobre Migração e Refúgio em Minas


Por Ascom em 6 de abril de 2018

A defensora pública Rachel Aparecida de Aguiar Passos, em atuação na Defensoria de Direitos Humanos, Coletivos e Socioambientais (DPDH), participou, na terça-feira, dia 3, da apresentação do Diagnóstico sobre Migração e Refúgio em Minas Gerais, no museu Inimá de Paula, na Capital, promovida pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac).

Representante da Defensoria Pública de Minas Gerais no Comitê Estadual de Atenção ao Migrante, Refugiado e Apátrida, Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Erradicação do Trabalho Escravo (Comitrate), Rachel Passos ressaltou ser “fundamental a promoção de ações de conscientização para que os estrangeiros não sejam vistos como uma ameaça para os brasileiros, sobretudo no mercado de trabalho. Os imigrantes representam um percentual muito pequeno da população, entretanto, costumam se deslocar para os grandes centros urbanos, onde já falta emprego. É preciso criar uma política de acolhimento que faça uma distribuição equânime dessas pessoas”, avaliou a defensora pública.

Foto: Omar Freire/Imprensa MG

Diagnóstico sobre Migração e Refúgio em Minas Gerais  Data: 03-04-18 Local Auditório Museu Inimá de Paula Foto: Omar Freire/Imprensa MG

Da esquerda para a direita: o secretário de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Gabriel Rocha; a defensora pública, Rachel Passos; o promotor de Justiça da Bahia, Clodoaldo Anunciação; e o coordenador da UNILIVRE, Dimas Antônio



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >