Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública participa de debate na ALMG sobre participação feminina na política


Por Ascom em 17 de março de 2015

Na sexta-feira (13/03), a defensora pública-geral do Estado, Christiane Neves Procópio Malard, foi representada pela chefe de gabinete, Marina Lage Pessoa da Costa, na abertura do Ciclo de Debates “Reforma Política, Igualdade de Gênero e Participação: O que Querem as Mulheres de Minas”, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A_Pollyanna Maliniak_ALMG 01

Chefe de gabinete, Marina Lage Pessoa da Costa (4ª posição, à esquerda), compõe a mesa de honra do evento

O debate, que marcou as comemorações do Dia Internacional da Mulher, teve como objetivo fomentar debates em busca de uma reforma política que amplie a representação e a participação de mulheres em instâncias decisórias. A Defensoria Pública, por meio da Defensoria Especializada de Defesa da Mulher Vítima de Violência (Nudem-BH), integrou a comissão organizadora do evento.

Dividido em dois paineis: “Igualdade de Gênero e Reforma Política: um diálogo comparado sobre a construção da paridade política” e “Reforma Política e a representação das mulheres no Brasil: desafios atuais e propostas elaboradas”, o debate contou com a participação como palestrantes de diversas representantes do gênero.

Após as palestras, foi aberta a palavra para as participantes do ciclo de debates. A defensora pública Laurelle Carvalho de Araújo ressaltou a participação feminina em cargos de direção da DPMG, que tem uma mulher como dirigente máxima, a defensora-geral Christiane Neves Procópio Malard. Laurelle lembrou que muitos cargos de coordenação da Defensoria mineira são exercidos por mulheres, “escolhidas não por serem mulheres, mas pela competência”. A defensora sugeriu que a questão do afastamento de bebês das mães biológicas dependentes de álcool, de crack e de outras drogas, seja discutida pela Assembleia e entregou uma recomendação conjunta da Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais (DPMG) e a Defensoria Pública da União (DPU) sobre o tema.

Em sua manifestação, a chefe de gabinete, Marina Lage Pessoa da Costa, destacou que a igualdade de gêneros é uma realidade na Defensoria mineira, uma vez que, entre o total atual de 582 defensores públicos, 293 são mulheres e 289 são homens. “Acredito que uma das razões seja justamente o fato de que o ingresso na carreira ocorre por concurso de provas e títulos, ou seja, é meritório, o que demonstra que, em igualdade de condições, a diferença de gêneros não sobressai”.

A_DSC5596

Também participaram do evento a DPG Christiane Procópio (ao centro), a defensora pública Priscila Nassif Del Lama, em atuação no Nudem-BH; e a assessora Institucional Diana de Lima Prata Camargos

A_DSC5598

Defensoras públicas Laurelle Carvalho de Araújo e Priscila Nassif Del Lama participam do debate

A_DSC5633

DPG, chefe de gabinete e assessora Institucional acompanhadas pela presidente do Superior Tribunal Militar, ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, deputadas e outras participantes do evento

A_DSC5614

Assessora Institucional, Diana de Lima Prata Camargos; DPG Christiane Procópio; deputada federal Jô Moraes; e a chefe de gabinete, Priscila Nassif Del Lama

Fonte: Ascom / DPMG, com informações da ALMG (17/03/2015)



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >