Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


DPMG recebe dicionários doados pela Setra-BH


Por Ascom em 16 de março de 2017

A Defensoria Pública de Minas Gerais recebeu do Sindicato das Empresas de Transporte de Belo Horizonte (Setra-BH) a doação de 250 dicionários, que foram entregues ao Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte. A doação aconteceu nesta quarta-feira (15/03), na sede do sindicato.

A Instituição foi representada pelos defensores públicos Hellen Caires Teixeira Brandão, diretora da Escola Superior da Defensoria Pública, Ana Paula Starling e Rodrigo Zamprogno, ambos em atuação na Vara de Execução Penal da Capital.

A DPMG é a primeira instituição a receber a doação, fruto da campanha “O livro acolhe, abriga e ensina”, realizado pelo Setra-BH, de arrecadação de livros dentro dos ônibus e terminais do BHBus e Move. O material recebido será utilizado pelas detentas do Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, no projeto de remissão de pena pela leitura.

a_dsc_0444

(direita) Renaldo de Carvalho Moura, diretor jurídico do Setra-BH; Ana Paula Starling, defensora pública; Joel Jorge Guedes Paschoalin, presidente do Setra-BH; Hellen Caires Teixeira Brandão, diretora da Esdep; Luciene Rodrigues, diretora da Escola Estadual Estevão Pinto; Rodrigo Zamprogno, defensor público; Miriam Cançado de Andrade, diretora de Comunicação e Marketing; Juliana de Camargos Ferreira, diretora geral da Piep; e o juiz da Vara de Execução Criminal da Capital, Luis Carlos Rezende e Santos. Participaram ainda, representantes do Complexo Penitenciário Estevão Pinto, da Secretaria de Estado da Administração Prisional e do Sindicato das Empresas de Transporte de Belo Horizonte

a_dsc_0361

(direita) Renaldo de Carvalho Moura, diretor jurídico do Setra-BH; juiz da Vara de Execução Criminal da Capital, Luis Carlos Rezende e Santos; Miriam Cançado de Andrade, diretora de Comunicação e Marketing; defensores públicos Rodrigo Zamprogno e Ana Paula Starling; Juliana de Camargos Ferreira, diretora geral da Piep; Joel Jorge Guedes Paschoalin, presidente do Setra-BH; Maristela Andrade, diretora de atendimento da Seap/Piep; Mirian Célia dos Santos, pedagoga da Piep; Priscilla Zocrato, pedagoga da Piep; defensora pública Hellen Caires; Luciene Rodrigues, diretora da Escola Estadual Estevão Pinto; Guilherme Lima, superintendente de Trabalho e Ensino da Seap, representando a subsecretaria de Humanização do Atendimento da Seap, defensora pública Emília Castilho e a assessora jurídica do Setra-BH, Cissa Utsch

Entrega dos exemplares

a_dsc_0435

A entrega foi feita na sede do Setra-BH

Durante a entrega dos dicionários, a defensora pública Ana Paula Starling ressaltou a importância de ações desta natureza. “A cooperação entre as instituições públicas e a iniciativa privada e o voluntariado permitem a realização de várias ações simples, mas de grandes resultados. Que colhamos mais frutos com novas parcerias”, exclamou.

A diretora da Esdep, Hellen Caires Teixeira Brandão, agradeceu em especial ao Setra-BH não só pelo apoio à campanha da Defensoria Pública, mas pela iniciativa de disponibilizar os ônibus para a arrecadação de livros. “Parabenizo, ainda, os defensores da Vara de Execução Penal pela ação. Um gesto muito valioso que contribuirá para a qualificação e reinserção daquelas mulheres”.

O presidente do Setra-BH, Joel Jorge Guedes Paschoalin, também ressaltou a positividade das parcerias. “O interessante é que, às vezes, pequenas ações, que sequer necessitam de investimentos, conseguem movimentar a sociedade e se multiplicar para outros lados”. Paschoalin explicou que, inicialmente, o projeto visava apenas utilizar os ônibus e terminais para arrecadar os livros e distribuí-los para creches conveniadas com a Prefeitura de Belo Horizonte. “A campanha já arrecadou mais de 65 mil livros, que estão sendo catalogados por gênero e serão distribuídos entre as instituições interessadas de Belo Horizonte e de outros municípios do interior”, completou.

“Um gesto de proximidade. É a lembrança de alguém que está em cumprimento de pena”, resumiu o juiz da Vara de Execução Penal, Luis Carlos Rezende e Santos, ao explicar a importância da doação dos livros para a Piep. A diretora da Escola Estadual Estevão Pinto, Luciene Rodrigues,que funciona dentro da unidade penitenciária, também ressaltou a importância do gesto. “A Piep, por ser destinada ao público feminino, é uma unidade diferenciada das demais e é preciso que o poder público e a sociedade tenham um olhar diferenciado sobre ela. É preciso valorizar estas mulheres, investir na qualificação educacional e profissional para que possam se sentir valorizadas e retornem de cabeça erguida para a sociedade”.

a_dsc_0482

Após a doação, os dicionários foram entregues na unidade penitenciária

Remição de pena pela leitura

Em novembro de 2016, a Defensoria Pública, por iniciativa da defensora pública Ana Paula Starling, começou, internamente, uma campanha de arrecadação de dicionários para uso das sentenciadas do Complexo Penitenciário Estevão Pinto.  De acordo com Ana Paula Starling, o objetivo da proposta é incentivar e proporcionar recursos para que as internas possam abreviar o tempo de sentença por meio do estudo e da leitura.

No mesmo período, o Setra-BH lançou a campanha “O livro acolhe, abriga e ensina”.  Foi aí que a Assessoria de Comunicação da DPMG propôs a parceria com o sindicato, para que fossem repassados à Defensoria Pública os dicionários arrecadados. “O resultado foi bem maior que o pretendido, pois no início, esperávamos arrecadar 25 exemplares, o que já atenderia às necessidades da penitenciária e agora, recebemos 250 unidades que poderão ser distribuídas, também, para outras unidades do sistema penitenciário”, explicou o assessor de Comunicação da DPMG, Rodrigo Neves.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >