Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Equipe da DPMG faz visita técnica a defensorias do Norte e Nordeste do Brasil


Por Ascom em 5 de julho de 2017

Entre os dias 26 e 28 de junho, uma equipe da Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) esteve nas Defensorias Públicas dos Estados do Pará e do Maranhão, com o objetivo de colher informações a respeito das áreas afins de cada coordenação.

Integraram o grupo da DPMG a coordenadora do Atendimento da Capital, Eden Mattar; a coordenadora Regional de Famílias e Sucessões da Capital, Michelle Lopes Mascarenhas Glaeser; o superintendente de Tecnologia da Informação, Adriano Otávio Rocha Teixeira; e a coordenadora técnica e psicóloga do Núcleo Psicossocial, Luciana Raquel Azevedo Gama.

Em Belém, conheceram o sistema de agendamento por telefone, que é referencial no Brasil, visitando vários setores, colhendo materiais e compartilhando informações. Foram recebidos pela defensora pública-geral, Jeniffer de Barros Rodrigues, pelo subdefensor-geral, Vladimir Augusto de Carvalho Lobo e Avelino Koenig e pela coordenadora do Atendimento, Stella Lobato.

26062017_visitadefensoresmg_2

26062017_visitadefensoresmg_2 Coordenadora de Famílias e Sucessões da Capital, Michelle Glaeser; coordenadora do Atendimento da DPE-PA, Stella Lobato; subdefensor-geral, Vladimir Augusto Lobo; defensora-geral DPE-PA, Jeniffer de Barros Rodrigues; coordenadora do Atendimento da Capital, Eden Mattar; psicóloga do Núcleo Psicossocial, Luciana Raquel Azevedo Gama; superintendente de Tecnologia da Informação, Adriano Otávio Rocha Teixeira

No Maranhão, a comitiva pôde ver temas afetos aos serviços por eles desenvolvidos. Foram recebidos pelo defensor público-geral, Werther de Moraes Lima Júnior, pelo subdefensor-geral, Emanuel Pereira Accioly e pela coordenadora de Atendimento, Kamila Barbosa Damasceno e Silva.

a_img_3284

Coordenadora de Famílias e Sucessões da Capital, Michelle Glaeser; coordenadora de Atendimento da Capital, Eden Mattar; defensor público-geral do Maranhão, Werther de Moraes Lima Júnior; coordenadora de Atendimento da DPE-MA, Kamila Barbosa Damasceno e Silva; superintendente de TI da DPMG, Adriano Teixeira; e subdefensor público-geral da DPE-MA, Emanuel Pereira Accioly

Os defensores públicos maranhenses narraram o histórico da instituição, com os obstáculos vencidos e os desafios do porvir. Com suas observações, contribuíram para uma análise diferenciada da Defensoria Pública do Maranhão, traçando paralelos em comum e algumas diversidades que servirão como estímulo e exemplo para os visitantes.  

Para os coordenadores a visita foi extremamente útil, na medida em que ampliou os horizontes, possibilitando a implementação, em Minas Gerais, de vários projetos já desenvolvidos pelas Defensorias visitadas. De acordo com a coordenadora do Atendimento da Capital, Eden Mattar, “o agendamento dos assistidos é realidade no Pará, e em breve o será em Minas Gerais. A dignidade e humanização obtidas por meio do atendimento com prévia marcação de horário é medida que se impõe, a qual está entre os pontos fulcrais dessa gestão”.

Para a coordenadora Regional de Famílias e Sucessões da Capital, Michele Glaeser, a visita foi muito importante, “pois nos deparamos com outras realidades e podemos agregar novos conceitos a alguns projetos que pretendemos desenvolver ainda esse ano. O principal deles é o agendamento por telefone, através do 129, que já está em pleno funcionamento tanto no Pará como no Maranhão.”

Em relação aos núcleos especializados de atendimento psicossocial, a coordenadora técnica do Centro Psicossocial da DPMG, Raquel Azevedo, contou que há vários programas voltados para o atendimento psicossocial, dentre eles, o Núcleo Especializado de Atendimento ao Homem Autor do Violência Doméstica e Familiar (NEAH), que oferece o direito de defesa e o atendimento interdisciplinar ao homem; e o acompanhamento psicossocial dos servidores por meio de programas de saúde e qualidade de vida.

Sistema de Informação

Conforme explicou o superintendente de Tecnologia da Informação, Adriano Otávio Rocha Teixeira, a visita às Defensorias Públicas dos dois estados teve como objetivo conhecer os sistemas utilizados para o funcionamento das Centrais de Relacionamento com o Cidadão (CRC’s) e de Atendimento.

Adriano Teixeira explicou que cada estado utiliza sistemas diferentes para o desenvolvimento dos dois programas, com elementos que podem contribuir para a implantação de ambos na DPMG. “O sistema do Pará é mais focado no agendamento e no atendimento. Já o sistema utilizado pela DPE-MA, apesar de não aprofundar tanto no agendamento, é mais completo em relação ao atendimento do assistido, chegando, inclusive, a apoiar a atividade de assistência dada pelo defensor público”, completou.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >