Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Governo de Minas lança segunda etapa de plano para humanização do sistema prisional


Por Ascom em 24 de março de 2014

a_DSC5446

Durante a solenidade o governador Anastasia classificou como heroico o trabalho da Defensoria Pública mineira no mutirão dos Júris e na área de execução penal

A defensora pública geral, Andréa Abritta Garzon, acompanhada da chefe de gabinete, Christiane Procópio Malard, participou, no dia 19 de março, do lançamento da segunda etapa do Plano Mineiro de Humanização do Sistema Prisional.

A solenidade aconteceu no Palácio da Liberdade e foi presidida pelo governador Antonio Anastasia, acompanhado da secretária executiva do Ministério da Justiça, Márcia Pelegrini, representando o ministro Eduardo Cardozo. Em seus discursos, o governador de Minas e a secretária executiva do Ministério da Justiça, Márcia Pelegrini, ressaltaram o trabalho desenvolvido pela Defensoria Pública na área de execução penal, fundamental para a remição de penas, e também, na reinserção social dos detentos. A representante do Ministério da Justiça também ressaltou a participação da DPMG desde a primeira Força Nacional ocorrida em outubro de 2009.

a_DSC5453

Governador Antonio Anastasia entre a defensora pública geral, Andréa Abritta e a chefe de gabinete Christiane Malard

secretaria ex marcia_DSC5461

Defensora pública geral, Andréa Abritta e a chefe de gabinete Christiane Malard, com a secretária executiva do Ministério da Justiça, Márcia Pelegrini que também ressaltou o desempenho das Defensorias Públicas do Estado e da União na área de execuções penais

Entre as ações previstas na segunda etapa de implantação do plano está a ampliação de oportunidade de trabalho e qualificação profissional, com abertura de mais de seis mil vagas em cursos profissionalizantes e o anúncio da publicação de editais para construção de oito unidades prisionais, nos municípios de Ubá, Lavras, Pirapora, Machado, Iturama, Barbacena, Uberlândia e Pará de Minas. Serão criadas mais 3.142 vagas no sistema penitenciário mineiro. Duas unidades serão femininas – Pará de Minas e Uberlândia.

Os investimentos para a construção dessas penitenciárias são de cerca de R$ 144 milhões – recursos do Governo de Minas e do Ministério da Justiça, por meio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

O evento também celebrou o alcance da marca de cinco mil detentos mineiros recebendo o cartão-benefício Trabalhando a Cidadania, cuja distribuição começou em 2011, a partir de contrato assinado entre a Secretaria de Estado de Defesa Social e o Banco do Brasil.

_DSC5395

Chefe de Polícia Civil, delegado Cylton Brandão; DPG Andréa Abritta; comandante da PMMG, cel Márcio Sant’Anna e chefe de gabinete da DPMG, Christiane Malard

_DSC5397

Chefe de gabinete da DPMG, Christiane Malard; secretário de Defesa Social, Rômulo Ferraz, DPG Andréa Abritta e chefe de Polícia Civil, delegado Cylton Brandão

Fonte: Ascom/DPMG (com informações da Agência Minas) 24/03/2014



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >