Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Noivos relatam emoção ao celebrar a ‘renovação do amor’ no Casamento Comunitário da Defensoria Pública de Minas Gerais


Por Ascom em 27 de maio de 2019

“Agora temos a confirmação no papel de que estamos construindo uma família. É totalmente diferente de apenas estar junto. Para nós, o casamento representa a renovação do nosso amor. E isso vai nos unir ainda mais, tenho certeza”.

Com essas palavras Warley e Soraia, que vivem juntos há sete anos, resumiram o sentimento de participar do Casamento Comunitário realizado pela Defensoria Pública de Minas Gerais.

Warley e Soraia acompanhados por familiares e amigos: “Hoje é um dia festivo para toda a família”

O evento, que formalizou a união de 500 casais, aconteceu no dia 24 de maio, no Ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte.

A iniciativa foi realizada em parceria com os Cartórios de Registro Civil de Minas Gerais, que isentaram as taxas cartorárias, e diversos outros apoiadores que, em ampla rede de solidariedade, possibilitaram a realização de uma bela cerimônia. Se o casamento não fosse realizado de forma gratuita, os trâmites dos cartórios custariam para os noivos, em média, R$ 450, mais os gastos com a cerimônia.

A celebração contou com tapete vermelho, ornamentação especial, marcha nupcial executada pela Banda da Polícia Militar, troca de alianças, benção ecumênica, entrega das certidões, sorteio de presentes e cabines de fotos instantâneas para os casais.

Saudação

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tivesse amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece, mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará. Assim, permanecem agora estes três:  a fé, a esperança e o amor.  O maior deles, porém, é o amor”.

Com esse trecho do capítulo bíblico Coríntios, o defensor-público-geral de Minas Gerais, Gério Patrocínio Soares, iniciou sua mensagem de saudação aos noivos.

O defensor-geral destacou a atuação da DPMG fora da esfera judicial. “O Casamento Comunitário hoje realizado densifica o inarredável compromisso da Defensoria Pública de Minas com a atuação extrajudicial, emprestando proteção jurídica à valorização do afeto e promovendo a regularização de relações familiares”.

Ao falar sobre os efeitos do matrimônio, Gério Soares afirmou que “o casamento estrutura núcleos familiares e promove o estreitamento das relações afetivas entre pais e filhos, o que se revela importante fator de prevenção aos conflitos sociais”.

Defensor-geral, Gério Soares

O DPG agradeceu aos “bravos e corajosos parceiros da Defensoria Pública, que apoiaram nosso projeto e a ele se dedicaram incansavelmente” e desejou aos noivos “sabedoria, companheirismo, tolerância e o verdadeiro amor”.

Ao finalizar, ressaltou que “todos nos engrandecemos com a realização deste importante evento. Sigamos juntos em busca de uma sociedade mais justa, mais humana e melhor”.

Presente no evento, o deputado federal Lucas Gonzalez parabenizou a Defensoria Pública pela iniciativa e felicitou os noivos, desejando “que o lar de cada um de vocês seja fértil de amor, paz, esperança e fé”.

Deputado federal Lucas Gonzalez

O vice-prefeito de Belo Horizonte, Paulo Lamac, destacou a importância do momento “em que 500 casais formalizaram a família, célula máxima da sociedade”. Lamac ressaltou o papel “crucial da Defensoria frente à nossa população” e saudou os defensores públicos e os noivos.

Vice-prefeito de Belo Horizonte, Paulo Lamac

Benção

A cerimônia contou com uma benção ecumênica.

O padre Wagner Douglas Gomes de Souza, da Arquidiocese de Belo Horizonte, enfatizou o significado do casamento, que “representa um gesto concreto de afirmação do amor. Essa união serve para dizer: eu te amo e te respeito”, disse.

Padre Wagner Douglas

O pastor Fábio Menotti salientou a decisão dos casais. “O que nos une aqui nesta manhã é a escolha de se unirem em matrimônio. Nada apaga a decisão de vocês. Deus os abençoem e sejam felizes”.

O pastor da Igreja Batista da Lagoinha, Pastor Márcio Valadão, lembrou que o “amor é uma forma de Deus. É um pacto, um compromisso e uma benção”.

Presentes

Após a cerimônia, foram anunciados os nomes dos casais contemplados em sorteios de vários presentes, doados por parceiros e apoiadores. Os noivos foram presenteados com máquinas de lavar roupas, viagens, diárias em hotéis, uma maleta de maquiagem e uma joia.

Todos os noivos ganharam bem-casados e bombons. Os casais também puderam eternizar o momento e levar como lembrança imagens produzidas em cabines de fotos instantâneas.

Oportunidade

Os 19 anos de união com Ernesto não impediram Arlete de se emocionar com o casamento. “A ansiedade e a alegria começaram desde a inscrição”, contou. “O tempo foi passando e lá se foram 19 anos. Muita gente não tem condição financeira para casar. O Casamento Comunitário é uma grande oportunidade para nós. Espero que continue por muitos anos”, afirmou Arlete.

Ernesto e Arlete: “Tudo tem seu tempo. Para nós, agora é tempo de renovação e de melhorar nossa união”

Presenças

Além do defensor público-geral de Minas Gerais, Gério Patrocínio Soares, a mesa de honra contou com a presença da subdefensora pública-geral de Minas Gerais, Luciana Leão Lara Luce; do deputado federal Lucas Gonzalez, representando a Câmara dos Deputados; do vice-prefeito de Belo Horizonte, Paulo Lamac; da presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Aléxia Paiva; do assessor parlamentar Marcos Henrique, representando o deputado estadual Mauro Tramonte; da coordenadora de Projetos, Convênios e Parcerias da DPMG, Michelle Lopes Mascarenhas Glaeser; da coordenadora de Famílias e Sucessões da Capital da DPMG, Caroline Loureiro Goulart Teixeira; do chefe da Assessoria Militar da DPMG, ten. cel. Antoniezio Alves de Sousa; da assessora da Corregedoria-Geral da DPMG, Cibele Cristina Maffia Lopes, representando o corregedor-geral, Flávio Nelson Dábes Leão; do secretário do Conselho Superior, Galeno Gomes Siqueira; do presidente da Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos de Minas Gerais (ADEP-MG), Fernando Martelleto; do representante dos Cartórios de Registro Civil, Rodrigo Ribeiro Rodrigues; da representante do Sindicato dos Oficiais de Registro Civil MG (Recivil), Izabella Maria de Rezende Oliveira; do presidente da Igreja Batista da Lagoinha, pastor Márcio Valadão; do pastor Fábio Menotti; e do padre Wagner Douglas Gomes de Souza, da Arquidiocese de Belo Horizonte

O evento também foi prestigiado por vários assessores da Defensoria Pública-Geral e da Corregedoria-Geral, coordenadores, defensores públicos, servidores da Instituição, além de familiares e amigos dos noivos.

Durante a cerimônia, foi feita a entrega simbólica de algumas certidões de casamento expedidas por cada um dos cartórios participantes.  Os demais casais receberam o documento ao final do evento.

Realização

O evento foi realizado por meio da Coordenadoria Regional de Famílias e Sucessões da Capital, com o apoio da Coordenadoria de Projetos, Convênios e Parcerias (CooProC).

Parceiros

A ação contou com o apoio do Governo de Minas Gerais, Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Polícia Militar de Minas Gerais, Cartórios de Registro Civil de Belo Horizonte, Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos de Minas Gerais (Adep-MG), Servas, Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), Rede Globo, Ouro Minas Palace Hotel, Artfas Cerimonial & Promoções, Sicoob JUS-MP, Dilene Confiserie,  Sindicato Intermunicipal das Empresas de Bufê de Minas Gerais (Sindbufê/MG), Bancorbrás, Festiva Efeitos, Supermercados BH, Sesc, Sampaio, Senac, Util, Rosália Nzareth Joias, Oswaldo Marra e Jane Magalhães Fotografias, Tauá Resort Caeté, Música do Vento Artesanato e Minas Shopping.

Clique aqui para ver as fotos.

4ª edição em BH

Esta é a quarta vez que a Defensoria Pública mineira promove o Casamento Comunitário em Belo Horizonte, contemplando, no total, 2.629 casais desde a primeira edição. A Instituição promove a ação também no interior do estado. Neste ano, Sete Lagoas, Guanhães, Ubá, Pedro Leopoldo e Ponte Nova recebem o evento.

Saiu na mídia:

Bom Dia Minas

MGTV 1ª edição

TV Alterosa



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >