Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Varginha, Teófilo Otoni e Iturama divulgam números do Mutirão Direito a Ter Pai


Por Ascom em 27 de outubro de 2016

O Mutirão “Direito a Ter Pai” em Varginha, realizado na sexta-feira, dia 21, em virtude do feriado municipal no dia 7, prestou 221 atendimentos, com a realização de 30 exames de DNA e oito reconhecimentos espontâneos de paternidade. Participaram do mutirão, os defensores públicos Márcio Salgado Almeida, Priscilla Angélica do Nascimento, Wener Trindade Mendonça e Thaís Vani Bemfica.

a_img_8553

Equipe que trabalhou no mutirão em Varginha, com os defensores públicos (da esquerda para a direita), Márcio Salgado Almeida (sentado); Priscilla Angélica do Nascimento; Wener Trindade Mendonça e Thaís Vani Bemfica

De acordo com o coordenador Local em Varginha, Márcio Salgado Almeida, “a realização de quatro edições bem sucedidas tornou o mutirão “Direito a Ter Pai” um evento já tradicional, aguardado por diversos interessados. Além da importância como oportunidade de estímulo e facilitação ao reconhecimento do vínculo formal da paternidade, a iniciativa tem como mérito promover a aproximação entre pais e filhos e o desenvolvimento de laços afetivos. É uma referência em termos de atuação extrajudicial, que merece ser apoiada, valorizada e expandida”, ressaltou.

TEÓFILO OTONI

O Mutirão em Teófilo Otoni atendeu 1159 pessoas, com a realização de 204 exames de DNA, 16 reconhecimentos espontâneos de paternidade e o agendamento de 59 ações de reconhecimento de paternidade.

O coordenador Regional Mucuri e Local em Teófilo Otoni, Ubirajara Chaves de Moura Júnior, destaca que o Mutirão “é uma excelente maneira de oferecer às pessoas mais necessitadas soluções para questão tão sensível à sua própria formação e identidade, permitindo a superação de obstáculos que dificultam ou impedem a harmonia familiar”.

Nos municípios que integram a Defensoria Pública em Teófilo Otoni, o Mutirão Direito a Ter Pai foi realizado nos dias 17, em Pavão, abrangendo o município de Novo Oriente; 19, em Ladainha, englobando o município de Poté; 21, em Ouro Verde, incluindo o município de Ataléia; e, no dia 24, em Teófilo Otoni.

Foram parceiros da Defensoria Pública no Mutirão em Teófilo Otoni, além do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), laboratórios conveniados ao Laboratório Hermes Pardini, responsáveis pelas coletas; as prefeituras locais; CRAS e CREAS de Novo Oriente de Minas, Pavão, Poté, Ladainha, Ouro Verde de Minas e Ataléia; a UNIPAC/Teófilo Otoni, que cedeu o local para a realização do evento, estagiários, equipamento e pessoal; e o Lions Club.

ITURAMA

Em Iturama, o Mutirão Direito a Ter Pai atendeu 151 pessoas, com  a realização de 35 exames de DNA e um reconhecimento espontâneo de paternidade.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >