Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Violência contra a mulher é tema da Sala de Espera


Por Ascom em 17 de junho de 2015

A violência doméstica e familiar, sobretudo contra a mulher, foi tema do projeto Sala de Espera, nesta terça-feira, 15, com palestra da delegada Tânia D’arc Santos, do Departamento de Investigação, Orientação e Proteção à Família da Polícia Civil de Minas Gerais. Quem esteve no setor de Atendimento da Defensoria Pública nas Unidades I e II, ouviu a delegada falar sobre a necessidade de se denunciar a violência doméstica, onde buscar atendimento, além de números que retratam a violência contra a mulher.

De acordo com os dados apresentados pela delegada 48% das agressões (verbal, física ou psicológica) são praticadas dentro de casa; 56% dos homens admitem que cometeram algum tipo de agressão, enquanto três entre cinco mulheres jovens já sofreram violência. Do total de agressores, 80% são marido, companheiro ou namorado da vítima. Por sua vez, 77% das mulheres admitem ter sofrido violência pelo menos uma vez por mês ou semanalmente.

De acordo com a Tânia D’arc, quem conhece episódios de violência contra a mulher e não denuncia, torna-se conivente com a agressão, assim como a mulher que, sofrendo violência, escolhe ficar calada em vez de denunciar o agressor. Para denunciar, a Polícia Civil de Minas oferece o número 181, que garante o anonimato do denunciante, enquanto o governo federal, através do 180, Central de Atendimento à Mulher, também recebe denúncias e orienta quem procura este serviço. A prefeitura de Belo Horizonte oferece atendimento psicológico, social e jurídico às mulheres em situação de violência doméstica através do Benvinda Centro de Apoio à Mulher e a Casa Abrigo Sempre Viva. Já a Pastoral da Mulher tem ação voltada para o atendimento e reinserção social de mulheres que busquem abandonar a prática da prostituição.

SONY DSC

Estiveram presentes, também, a coordenadora de Atendimento da Capital, Eden Mattar e a idealizadora do projeto, Eliane Medeiros

O projeto “Sala de Espera” é uma iniciativa da Coordenadoria de Capacitação e pretende fomentar a cultura da prevenção do problema, através da educação em direitos. A coordenadora de Capacitação, Hellen Caires, ressalta que a iniciativa está aberta a todos os colegas, nas mais diversas áreas atendidas pela Defensoria Pública. A Coordenadoria de Capacitação no 2º andar, do Edifício Unidade I da Defensoria Pública, está à disposição de defensores e servidores para críticas e sugestões.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >